Quanto Custa Uma Casa de Container?

Quanto Custa Uma Casa de Container?

Quando um consumidor cogita comprar uma casa de container, uma de suas primeiras indagações diz respeito, evidentemente, a saber qual o preço de container habitável e os possíveis valores que seriam desembolsados com a negociação.

Devido à casa de container ser uma forma relativamente nova de se construir no Brasil, os custos da sua compra não são tão conhecidos quanto os de uma casa de alvenaria, o que torna ainda mais necessária a pesquisa sobre o assunto para obter mais informações e, consequentemente, mais segurança para a efetivação do negócio.

Em meio a essa questão, este texto apresenta a você quais são os principais fatores que interferem no custo de uma casa de container e o que você deve observar para entender mais sobre o assunto. Acompanhe!

Quando investir em uma casa de container?

Esta é uma decisão muito pessoal, mas que pode ser feita a qualquer momento. Porém, leve em consideração todos os fatores positivos que uma casa de container pode ter, como por exemplo o fato de ser uma construção sustentável, já que parte do princípio da reutilização de materiais.

A estética também pode ser considerada, já que uma casa container apresenta o ar da inovação construtiva. A agilidade que a obra terá ainda é muito maior se comparada aos modelos tradicionais construtivos.

Considere ainda a questão preço, que em média é muito menor que uma casa tradicional, e sua praticidade que tem em relação aos projetos possíveis. O uso de container ainda garante mais resistência à moradia, graças ao tipo de material usado. E ainda é necessário considerar o fator mobilidade: você pode montar sua casa container em um terreno e no futuro, caso considere pertinente, levar sua casa para outro local.

O que é preciso saber antes de comprar um container?

Antes de comprar um container para casa, é necessário que você esteja atento a sua documentação. Isto mesmo! Todo container tem que ter a documentação em dia.

Estes documentos são fundamentais, pois além de garantirem sua legalidade, ajudam a comprovar a sua qualidade. Para poder ser utilizado, o container precisa ser nacionalizado, já que ele deixará de ter sua característica inicial — que era para o transporte — e passará a ser usado como moradia.

Assim, quando você for adquirir um container, fique atento às seguintes documentações:

  • LI – Licença de Importação;
  • DI – Documento de Importação;

Estes documentos levam a numeração seguindo a placa de identificação CSC (Convenção pela Segurança dos Containers).

Verifique ainda a procedência do container, para saber o que ele transportava. Isso é fundamental, já que dependendo do tipo de carga, como produtos químicos, podem ser nocivos à saúde. Além disso, evite aqueles com ferrugens perto de selos ou que tenham mau cheiro.

Como escolher o container ideal?

Antes de escolher um container ideal para sua obra, é necessário que você esteja atento à topografia do seu terreno. Quando mais plano ele for, melhor! Senão, será necessário investir em terraplanagem ou nos pilares que sustentarão seu container em um terreno irregular.

Resolvida a questão do terreno, fique atento ainda sobre como será o acesso do caminhão que levará o guindaste até o local. Como é necessário este tipo de equipamento, este fator precisa ser considerado seriamente.

Faça ainda uma pesquisa em relação à legislação de sua cidade sobre os requisitos que existem em relação à construção de containers habitáveis. Em algumas cidades, há legislações mais restritivas quanto ao seu uso e isso precisa ser analisado anteriormente para não ter dores de cabeça.

Além disso, verifique a procedência do container, se ele tem as devidas liberações e sua procedência. Quando se opta por empresas sérias como a Miranda Container, este tipo de preocupação deixa de existir.

Superado estes obstáculos iniciais referentes ao terreno, acesso e legislação, procure saber qual seu objetivo e tamanho de projeto, para então buscar o container ideal para sua moradia.

Qual é o seu objetivo com a compra?

Antes de abordarmos os preços, é imprescindível realizar uma pergunta que não diz respeito necessariamente aos containers, mas às intenções que você tem em relação ao negócio. Para tanto, responda a seguinte pergunta: qual é o seu objetivo com a compra de um container habitável?

Por mais que essa questão inicial não indague, exatamente, quais são as particularidades dos containers, ter uma resposta bem definida é de suma importância para a determinação das escolhas que você vai fazer para determinar qual é o container mais adequado para você.

Caso você queira, por exemplo, comprar um container para utilizá-lo como sua própria residência, você provavelmente buscará por mais espaço e conforto, o que acarreta na adoção de uma maior quantidade de cômodos, materiais mais sofisticados, entre outras melhorias.

Se você estiver procurando por um escritório ou uma mera casa de curta estadia, suas escolhas passarão a ser feitas sob outro ponto de vista: você não vai priorizar uma grande quantidade de cômodos, provavelmente não trabalhará com materiais tão requintados e pensará em soluções mais práticas.

Assim, seja para a construção de uma chácara, de uma cozinha industrial para o seu restaurante ou até mesmo para um alojamento simples, você precisa ter em mente quais são os seus intuitos em relação à compra. Isso faz com que, após esse primeiro momento, você comece a analisar os preços com mais propriedade!

Quanto custa uma casa de container?

Passada a introdução, é importante frisar que não há uma resposta exata para a pergunta a qual este texto se propõe responder — ainda que fazê-la seja de suma importância para se refletir melhor sobre o assunto.

O ponto é que, pela grande variedade e quantidade de acabamentos disponíveis para o emprego nas casas de container, os valores são diversos. Dessa forma, por mais que todas as casas de container tenham em sua constituição, evidentemente, um container, é necessário entender que ele pode ser incorporado a diferentes tipos de materiais.

Isso acarreta em uma variação substancial de preços, o que dificulta ainda mais na obtenção de uma resposta exata. Em uma analogia, imagine se alguém questionasse a você quanto custa uma casa. Como você responderia a essa pergunta?

Sem saber algumas especificidades ou obter mais informações fica simplesmente impossível respondê-la. Dessa forma, é fundamental ter o entendimento de que o custo, tanto de uma obra tradicional quanto de um projeto feito em container, é altamente influenciado pelo acabamento, pelo design e por outras características.

Tendo isso em vista, vamos apresentar a você os dois primeiros pontos que, de uma forma geral, mais influenciam no preço de uma casa de container e que devem ser observados na compra de uma casa do tipo.

Tamanho

O primeiro deles, e que influencia bastante no custo, diz respeito à área da casa, que pode variar, em um primeiro momento, de 15m² a 30m². No último caso, são acoplados dois containers de 15m² ou 30m² e abertas várias passagens para que as instalações fiquem mais aconchegantes.

Com isso, caso você se interesse pela compra ou pela locação de um container, o primeiro fator ao qual você deve se ater é a área da construção. Somente com essa escolha você já recebe um orçamento com um valor estipulado entre cerca de 20 mil a 60 mil reais, números que passam a nortear sua compra e tornam a definição de preço algo mais palpável.

Além desses tamanhos, há também alguns casos em que, dependendo do intuito, vários containers vão sendo acoplados uns aos outros e constituem-se em casas que podem chegar a até 150m² (quando 5 containers de 30m² são unidos). Em casos como esse, os valores ultrapassam 150 mil reais.

Revestimento

Tendo determinado a extensão da sua casa, a segunda escolha que deve ser estabelecida e que também afeta significativamente no custo é o revestimento dos containers. Como falado anteriormente, por mais que as casas de container tenham sempre como base o container, o leque de acabamentos é vasto, o que diversifica não só os preços como também as possibilidades de compra.

Caso você opte pelo container do tipo reefer, por exemplo, o isolamento térmico e acústico já é garantido por conta da sua constituição de fábrica, já que esse tipo de container conta com um revestimento de 7cm a 15cm de poliuretano injetado (PU) — mesmo material que veda as paredes da geladeira — no teto e em todas as laterais.

Por outro lado, caso você decida pelo container do tipo dry, que é feito de aço corten — um material mais cru, digamos assim, e que não contém revestimento de fábrica —, há uma série de incrementações que possibilitam sua sofisticação e, consequentemente, um melhor conforto ao cliente. Alguns dos materiais mais utilizados nesse tipo de container são:

Cada um deles afeta no valor final da casa de container de uma forma diferente e tem suas particularidades, sendo de suma importância que, para a efetivação do negócio, você tenha em mente quais são os seus objetivos com a casa de container.

Acabamento

É importante ressaltar que, além dos revestimentos (responsáveis pelo isolamento termoacústico dos containers), há também os acabamentos, que são incumbidos de conferir um maior cuidado estético ao container.

Nesse quesito, os materiais mais utilizados são a cerâmica, o gesso acartonado e o PVC, que conferem mais beleza às construções e tornam os ambientes agradáveis..

Que outros fatores determinam o custo?

Além do tamanho e dos materiais de revestimento e isolamento que podem ser empregados, há outros pontos que determinam bastante o custo de uma casa de container e que devem ser observados com cuidado por quem quer fazer uma escolha satisfatória.

Divisórias

O primeiro desses fatores diz respeito às divisórias da sua casa de container. Quantos quartos você quer na sua construção? Qual deverá ser a extensão da sala? A cozinha será aberta? Haverá suítes ou banheiros extras?

Assim como para a construção de uma casa convencional de alvenaria, essas perguntas são imprescindíveis para que você adapte o projeto aos seus gostos e ao objetivo que você tem em mente.

Caso você opte por mais divisórias, é necessário ter em mente que o custo despendido ao final do projeto será maior, já que mais paredes, sendo construídas de gesso ou de quaisquer outros materiais, acarretam em um custo extra ao orçamento que você tinha como base.

Se, por outro lado, você quiser economizar no seu projeto de container, há alternativas mais minimalistas que podem ser mais condizentes com seus objetivos.

Portas e janelas

Bem como nas construções de alvenaria, outro ponto que influencia bastante no custo da sua casa de container diz respeito aos tipos de portas e janelas pelos quais você optou.

Com a grande diversidade disponível no mercado, os valores são igualmente variáveis, e evidentemente, afetam no preço final do seu projeto. Optar por portas e janelas de vidro temperado é diferente do que ter em mente materiais de madeira para a incrementação da sua casa.

Isso tudo é levado em consideração na elaboração do orçamento e interfere, para cima ou para baixo, no valor gasto.

Banheiro

Por fim, um último fator que normalmente exerce grande influência sobre o preço de uma casa de container são as escolhas que você faz em relação ao banheiro.

Por mais que o banheiro seja uma das menores partes da casa, ele contém objetos que têm uma variação considerável de preços, afetando bastante nos custos finais da casa de container.

Pense, por exemplo, na infinitude de materiais que você pode utilizar para a pia, para o vaso, para o box, entre outros objetos presentes nos banheiros. Só nessas escolhas, o valor da sua casa de container já é afetado de forma significativa.

Em todos esses pontos entram, como já apontado anteriormente, o seu objetivo em relação à casa e ao valor que você se dispõe a pagar.

As casas de container são mais baratas do que as de alvenaria?

De acordo com o Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT), instituição que congrega empresas do setor da construção, os custos unitários básicos de construção por metro quadrado (CUB/m²), divulgados em dezembro de 2017, são os seguintes:

  • padrão baixo: R$ 1.431,54
  • padrão normal: R$ 1.697,49
  • padrão alto: R$ 2.059,64

Nas casas vendidas pela Miranda Container, por sua vez, todas os custos por m² mostram-se menores nos três parâmetros destacados.

Em relação aos padrões baixo e normal, o custo por m² é cerca de 200 reais mais barato, enquanto no padrão alto, o custo por m² quadrado fica, aproximadamente, 100 reais mais acessível do que em relação ao de alvenaria. Tudo isso sem levar em consideração, evidentemente, os valores dos terrenos em que as construções seriam feitas.

Ao optar por uma casa container, você pode seguir pelo caminho mais difícil e fazer tudo sozinho, desde a escolha do container, elaboração do projeto, licenciamento, entre outros, ou então preferir a parceria com uma empresa como a Miranda Container.

Se é a segunda opção a sua escolha, entre em contato agora mesmo com a empresa e saiba que o preço de container habitável é muito mais acessível que você pensa!