Descubra 6 vantagens de morar em container

Descubra 6 vantagens de morar em container

Ter uma casa bonita e aconchegante é o sonho de qualquer um. E, apesar de dúvidas na hora de escolher um lar para chamar de seu, a certeza é de que este é um investimento importante. Por isso, merece atenção e cuidado no planejamento e execução.

Dessa maneira, é fundamental conhecer as possibilidades. Uma tendência nos dias de hoje e que deve ser considerada por qualquer pessoa que esteja procurando pelo lar ideal é morar em container.

Continue lendo este post para descobrir 6 vantagens pelas quais essa deve ser uma opção no momento da sua escolha!

1. Custo mais baixo

Adquirir ou construir um imóvel envolve uma série de custos que podem tornar esse um processo oneroso. No primeiro caso, é preciso despender grandes quantidades de dinheiro por apartamentos ou casas que têm variação de valor conforme a situação do mercado.

Esse valor depende ainda da localização, estado de conservação, espaço disponível, área de lazer, entre tantas variáveis que podem fazer com que a aquisição seja ainda mais cara.

Ao construir um imóvel, os custos iniciais que já são altos (aquisição de terreno, por exemplo) podem se tornar ainda maiores com a compra de materiais e com o processo de construção em si.

Projeto, material, mão de obra e equipamentos são apenas alguns dos fatores que tornam essa tarefa custosa. Tudo isso sem contar ainda a possibilidade de erros, sejam estruturais ou de previsão de gastos, que dificultam ainda mais o processo.

Por tudo isso, morar em container é uma escolha mais barata. Isso se explica pelo fato de que neste caso os gastos principais são: compra do terreno, aquisição do container, acabamentos interno e externo, tubulação. Como você pode perceber, é muito menor o investimento em materiais e mão de obra — a economia pode chegar a 30% em relação à estrutura de alvenaria.

2. Durabilidade e conforto

O tempo médio de vida útil de um container gira em torno dos 100 anos. Considerando-se que seu uso para transporte de cargas se dá por apenas 10 anos, tem-se uma estrutura com versatilidade e tempo de aproveitamento que deve ser considerada.

Dessa forma, não é difícil perceber que a durabilidade dessa opção é uma vantagem a ser observada no momento de escolher morar em container. Feito de aço ou de alumínio, ele é resistente a ações climáticas e não se deteriora facilmente, mesmo quando exposto a condições adversas como chuva, calor e vento.

Além disso, o container é sinônimo de conforto. Ele possibilita o rearranjamento de estruturas, sendo possível conciliar construções com mais de um deles. Assim, tem-se uma casa bonita e versátil, proporcionando aumento do espaço útil e, consequentemente, mais conforto.

Engana-se também quem pensa que a sensação térmica interna de um container consiste em uma desvantagem dessa opção como moradia. Atualmente, é possível inserir nele estruturas para aclimatação, promovendo conforto térmico. A acústica também deixa de ser um empecilho a partir do momento em que acabamentos internos possibilitam o isolamento.

3. Mobilidade

Uma das vantagens de morar em container está na mobilidade dessa estrutura. Primeiramente, no momento em que se define por esse tipo de residência e em que é adquirido o terreno para tal, é possível que o transporte de um container até o destino final seja feito até mesmo por caminhão.

Sendo assim, ao entrar em contato com a empresa fornecedora da estrutura, o novo proprietário precisa apenas combinar o frete e o modo de entrega do container. Isso inclui ainda sua instalação no local desejado. Deve-se ter em mente ainda que, mesmo depois do estabelecimento do container em um terreno, a mobilidade dele também se encontra no fato de que é possível transportá-lo para outro lugar de interesse.

Considere, por exemplo, a situação em que uma família precisa se mudar, já que um dos membros foi transferido para outra sede no trabalho. Nesse caso, morando em um container, a situação se torna ainda mais fácil de ser resolvida. Para isso, basta adquirir outro terreno para que a transposição seja feita.

4. Flexibilidade e agilidade na construção

Com dissemos, decidir pela construção de uma casa pode ser sinal de dores de cabeça e gastos excessivos, não é mesmo? Não no caso de morar em container. Esse é um tipo de processo flexível e ágil, que proporciona mais segurança para quem decide por ele.

É possível e necessário fazer um projeto interno de arquitetura de maneira que a estrutura fique de acordo com a necessidade dos moradores. Sendo assim, são incluídas divisórias, acabamentos, pinturas e tantos outros procedimentos comuns de uma casa em alvenaria, tornando-o flexível e adequado ao gosto do proprietário.

Tem-se ainda uma construção ágil, considerando que container é uma estrutura pré-fabricada. Posteriormente à sua aquisição, é necessário apenas um aterramento para fixá-lo no solo. Há, depois, implantação de cabeamento para energia elétrica e de canos para esgoto.

Não se deve esquecer ainda do acabamento externo, que é facilmente feito com telhas. Nas laterais, é possível usar vidro, madeira, policarbonato, placa cimentícia e até mesmo PVC (Cloreto de Polivinila).

5. Sustentabilidade

O simples fato de o container ser uma estrutura reaproveitada do transporte naval já dá a ele a característica de ser sustentável. Conforme explicitado, trata-se de uma construção com vida útil longa e que, por isso, tem seu reúso como vantagem.

Além disso, diferentemente de todo o processo de preparação do terreno nas construções em alvenaria, no caso do container tem-se uma instalação menos degradante. Assim, não são necessárias terraplanagem e nem fundação, preservando a permeabilidade do solo e as características geográficas dele. Sem contar também que, nesse processo, não há desperdício de material e nem geração de entulho.

6. Incentivo fiscal

Como em qualquer outro tipo de construção, no caso de morar em container é preciso também que haja autorização dos projetos arquitetônico e hidrossanitário por parte da prefeitura. Caso isso não seja feito, o proprietário está sujeito a multas ou embargamento da obra. Sendo assim, é preciso verificar os processos necessários para usar tal estrutura como moradia, sendo necessário também o pagamento de tributos.

Ainda assim, o custo com impostos é menor nesses casos. Isso se explica pelo fato de que, no caso de pessoas físicas, o Imposto Sobre Serviços (ISS) é feito normalmente considerando-se o tamanho e o padrão de uma casa, conferida por meio de vistoria. No caso de containers, o tamanho possível de uma construção desse tipo costuma ser um pouco menor do que as tradicionais, com padrão menos oneroso.

Por isso, no momento de prestar contas ao fisco para obter o Habite-se, é importante ter em mãos as notas fiscais que comprovem os gastos com a construção que, em si, já são menores do que o habitual. Tem-se, então, mais economia nesse sentido.

Morar em container apresenta vantagens que tornam essa uma escolha cada vez mais comum. Por isso, tenha em mente todas as que apresentamos neste post para tomar uma decisão acertada e ter a casa dos sonhos.

Quer saber ainda mais informações sobre morar em container? Acesse agora mesmo nosso Guia Completo!