Saiba como e quando fazer refrigeração de alimentos!

refrigeração de alimentos

Saiba como e quando fazer refrigeração de alimentos!

A refrigeração de alimentos é uma importante ferramenta para promover a conservação dos produtos, aumentando sua durabilidade. Quando o assunto é agricultura ou pecuária, essa prática deve ser ainda mais prezada, já que é capaz de evitar desperdícios e prejuízos.

Nesse sentido, é fundamental ter equipamentos, tecnologia e técnicas adequadas para fazer a refrigeração ideal. Continue lendo este post para entender mais sobre a importância, como fazê-la e quais são os benefícios dessa prática em sua fazenda!

Qual é a importância da refrigeração de alimentos?

Os alimentos apresentam componentes nutricionais essenciais para a obtenção de energia e para a sobrevivência em geral. Por meio deles, o organismo tem acesso a proteínas, carboidratos, sódio, potássio, ferro, entre tantos outros nutrientes.

Comumente os alimentos são obtidos, comprados ou produzidos em grandes quantidades, o que torna necessário armazená-los para posterior acesso ou até mesmo revenda. Para que mantenham o valor nutricional que apresentam, é fundamental que esse armazenamento seja devidamente pensado e realizado.

Caso contrário, além da perda nutricional, é possível que haja contaminação, com a aglomeração de microrganismos indesejáveis e nocivos à saúde, como bactérias e fungos. Isso ocasiona a ocorrência de reações bioquímicas com possível alteração no sabor, na textura, na aparência e na consistência dos produtos, que devem, então, ser inutilizados e descartados.

Sendo assim, torna-se muito importante a correta refrigeração de forma a aumentar a durabilidade dos alimentos. Essa prática se torna ainda mais indicada nos casos em que é preciso armazená-los no período pós-produção para posterior escoamento.

Quais são os riscos de não fazer a refrigeração dos alimentos?

Como dito, manter alimentos em temperatura ambiente pode provocar a rápida deterioração. Isso se explica pelo fato de que essas condições são propícias para o desenvolvimento dos microorganismos supracitados.

Então, a refrigeração é amplamente usada nas indústrias por meio de câmaras frigoríficas. No entanto, não basta ter um desses equipamentos, sendo extremamente necessário fazer também o controle adequado da temperatura. Essa ainda deve ser verificada de acordo com o tipo de alimento a ser conservado, uma vez que o leite tem uma temperatura ideal de preservação que é diferente de carnes e hortaliças.

Nesse momento, contar com o apoio de um profissional da área (nutricionista ou engenheiro de alimentos) pode ser a solução para evitar prejuízos. É preciso ter em mente também o tipo de embalagem usado, fator que pode interferir no armazenamento do alimento.

Vale ainda consultar as regulamentações acerca do assunto, tal como portarias e resoluções da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), tendo em vista o cumprimento das normas estabelecidas. São algumas delas:

Como fazer a refrigeração dos alimentos?

Em uma fazenda, dada a dimensão da colheita feita em diversas lavouras, é comum que haja grande quantidade de alimentos para serem estocados. Assim, não é raro haver dificuldades no momento de fazer o armazenamento adequado dos produtos.

Nesse sentido, algumas práticas facilitam o processo e o tornam mais eficiente. Quer conhecer algumas delas? Confira abaixo!

Saiba a diferença entre refrigeração e congelamento

A princípio, refrigerar um alimento diz respeito a mantê-lo em temperaturas entre 8 º e -1 ºC. Nesse caso, não há formação de gelo, sendo o alimento apenas mantido em temperatura amena. É indicado, assim, que ele permaneça nessas condições em um período que varia entre 3 e 5 dias.

Já no processo de congelamento, as temperaturas são ainda mais baixas, variando entre -10 ºC e -40 ºC. A formação de cristais de gelo está presente nesse processo, o que em alguns casos pode ocasionar variação nas características do alimento. No entanto, sua principal vantagem está no fato de que, congelado, o produto possa ser mantido dessa maneira por cerca de seis meses.

Prepare os alimentos de forma adequada

Manter os alimentos longe de microorganismos danosos não diz respeito apenas à sua refrigeração ou congelamento. É preciso prepará-los de maneira adequada para conservá-los de forma mais eficaz.

Dessa forma, é fundamental higienizá-lo antes do armazenamento, sendo importante também reuni-los em porções não muito grandes.

Estabeleça regras

É comum que a refrigeração de alimentos seja gerenciada por mais de uma pessoa em uma fazenda. Por isso, é preciso estabelecer algumas regras para que se tenha controle das condições de estocagem.

É importante evidenciar normas de higiene a serem cumpridas antes do contato com os produtos, tais como limpeza e assepsia adequada de mãos, uso de luvas, máscaras e touca, calçado adequado etc.

Tenha controle da temperatura

Conforme dissemos, a temperatura deve ser controlada considerando-se o tipo de alimento refrigerado. Assim, contar com o auxílio de um termômetro é a maneira mais eficaz de não armazená-lo às cegas.

Ainda, é fundamental cuidar para que os momentos de abertura da porta da câmara frigorífica não se dê repetidamente ou com longa duração. Isso pode aumentar a variação da temperatura interna (afetando a efetividade da conservação) e ainda gerar mais custos com energia para o resfriamento retornar ao normal.

Faça a devida etiquetagem

Ter o controle de tudo o que entra e o que sai do refrigerador ou congelador possibilita ter maior controle de estoque e menor risco de danos. Por isso, uma boa prática é etiquetar os produtos com informações como:

  • nome do alimento;
  • data de colheita;
  • data em que foi refrigerado ou congelado;
  • prazo de validade;
  • peso ou quantidade da embalagem.

Além disso, relatórios podem ajudar para consultas posteriores e até mesmo na identificação de gargalos produtivos. Ou então ações positivas e que devem ser mantidas no processo de extração e estocagem podem ser identificadas.

Use equipamentos e tecnologia a seu favor

Sabe-se que as dimensões de uma fazenda podem comprometer a rapidez com que a refrigeração dos alimentos se dá. Isso porque contaminações e perdas nutritivas podem ocorrer desde o momento de sua colheita até a hora em que eles forem armazenados.

Por isso, é essencial contar com o uso de equipamentos adequados para o armazenamento correto e rápido. Uma boa solução para isso são os containers. Sua alta mobilidade permite que sejam dispostos em locais estratégicos da fazenda e sua versatilidade possibilita que contem com tecnologia de refrigeração, atendendo às necessidades de fazendeiros de maneira prática e econômica.

Por fim, dada a importância de fazer a refrigeração de alimentos, cuidar desse fator é atitude obrigatória quando o objetivo é uma produção eficiente e lucrativa. Seguindo as dicas dadas, certamente as perdas serão menores e os processos de conservação, otimizados.

Quer acompanhar mais dicas importantes como estas? Siga nossa página no Facebook!