Saiba como fazer um planejamento ideal para a criação de gado

Saiba como fazer um planejamento ideal para a criação de gado

Uma das principais atividades agropecuárias do Brasil é a criação de gado de corte. E não é para menos: trata-se de uma das mais lucrativas práticas e apresenta excelente retorno de investimento. Esse cenário promissor tem atraído cada vez mais investidores interessados em fazer fortuna fácil diante de um cenário que exige cada vez mais demanda. Mas não pense que essa é uma tarefa simples.

Atualmente, as principais regiões brasileiras para a criação de gado estão no Sul, Sudeste e Centro-Oeste, por sua topografia, clima e possibilidades de abate e escoamento da produção. Além disso, há várias opções de propriedades para iniciar nesse tipo de negócio. Quer saber mais sobre o assunto? Continue acompanhando nosso artigo.

Como fazer o planejamento ideal para a criação de gado?

Mas como todo empreendimento, antes de iniciar nesse ramo, é necessário fazer um bom plano de negócios, já que seu início requer um alto investimento financeiro e o mínimo de conhecimento na área, que pode ser suprido com a contratação de um profissional. Caso você queira saber mais sobre a criação de gado, preparamos esta lista para você iniciar seu planejamento. Confira!

Invista na estrutura

Um dos fatores preponderantes para esse tipo de negócio é onde ele será realizado. Por isso, é fundamental que a propriedade tenha o tamanho ideal para o número de cabeças de gado que você pretende criar. Leve em consideração o espaço mínimo necessário por animal, para evitar que eles se estressem ou sofram com a falta de espaço. Isso pode prejudicar sua produção e reduzir consideravelmente os lucros.

Espaço demais também não é aconselhável, já que elevará seus custos de manutenção da propriedade e novamente reduzirá sua margem de lucro, podendo até mesmo inviabilizar seus ganhos.

A propriedade também precisa ter acesso fácil, fonte de água suficiente e uma área de pastagem de boa qualidade. Quanto ao último item, é fundamental escolher a região ideal justamente para que a pastagem não sofra com a irregularidade das chuvas.

Escolha bem as raças

Cada raça de gado tem uma característica própria. Para o caso do gado de corte, recomenda-se usar animais das raças Nelore, Red Poll, Hereford, Shorthorn, Galloway ou British White, que são pouco trabalhosas e bastante dóceis. Por isso, é necessário procurar informações sobre cada uma das raças, entender qual o custo delas e planejar o retorno esperado, para então definir o investimento.

A busca por experiências em propriedades na região também é importante. Assim você pode conhecer qual raça tem dado certo e apresenta melhores resultados na prática.

Adquira equipamentos e instrumentos

Após adquirir a propriedade, é necessário conhecer a fundo suas instalações e estudar quais serão os investimentos em equipamentos, espaços e instrumentos, a fim de que seja possível dar as condições adequadas para o manejo do gado. O item fundamental é a cerca, que servirá para proteger o rebanho e mantê-lo dentro da propriedade.

As instalações para abrigar animais, comedouros, bebedouros e outras áreas devem ser previamente planejadas. No mercado há diversas soluções construtivas, que garantem agilidade e redução do custo das benfeitorias. Uma boa solução é o uso do container, que conta com diversos tipos de aplicação construtiva e pode ser a opção ideal na hora de escolher os espaços.

Armazene adequadamente os materiais

Suplementos alimentares, medicação e outros itens para o manejo do gado também requerem atenção especial para o armazenamento. Como são itens caros, é necessário investir em ambientes recomendados e que ofereçam a proteção necessária.

Novamente, entre as soluções práticas que o mercado oferece estão os containers. Existem diversos modelos e tamanhos, que podem ser adaptados para cada uso em específico. Por exemplo, no caso da medicação, é possível manter o controle da temperatura de um container com o uso de ar-condicionado. Optar por um ambiente especialmente projetado para determinado fim reduz os custos de armazenamento.

Ademais, os bons containers oferecem segurança e durabilidade, pois são feitos com uma liga de aço 75% mais resistente que o aço comum.

Ofereça uma boa alimentação ao gado

Para garantir o ganho de peso do gado dentro do tempo ideal, é fundamental uma boa alimentação. Por isso, é necessário mantê-lo sempre bem nutrido, para preservar a qualidade da carne no momento do abate, que deve ocorrer dentro do prazo previsto para evitar prejuízos.

Pasto adequado, ração apropriada e uma boa fonte de água são itens que precisam integrar o planejamento antes de iniciar a produção do gado de corte. Caso o pasto existente na propriedade não seja suficiente ou apresente baixo valor nutricional, pode-se optar pelo plantio de uma nova pastagem, o que reduz os custos com o complemento de ração. Outra possibilidade é complementar a criação com feno, mas é necessário verificar sempre a relação custo-benefício da alternativa.

Administre a criação de gado

Você tem uma boa propriedade, escolheu o gado ideal e sua fazenda está totalmente estruturada. Muito bem, mas é necessário dar atenção especial à administração da criação, caso contrário você pode fracassar.

Para evitar isso, é importante acompanhar de perto cada etapa da produção, procurando extrair o máximo de aproveitamento em cada uma das fases do processo. A análise frequente dos relatórios é outro item fundamental. Observe quais raças apresentam melhores resultados, mais rápido crescimento e engorda e melhor valor agregado à carne.

A contratação de escritórios de contabilidade especializados não deve ser descartada, já que, assim como uma empresa, uma fazenda precisa dar atenção ao fluxo de caixa, à burocracia financeira e à área da contratação de pessoal. Com a pessoa certa na área, sobra mais tempo para pensar de forma global em todo o empreendimento.

Por que utilizar a tecnologia como aliada?

Na hora de planejar a criação de gado, listamos itens considerados fundamentais. Porém, outros ainda poderiam ser citados, como o cuidado com a saúde do animal, com a precificação, com fornecedores e compradores, entre outros.

Outro item fundamental é o uso da tecnologia nas fazendas, que pode auxiliar de forma eficaz na redução de custos e na otimização da produção. Uso de maquinário de ponta, melhoria genética e automação na irrigação da pastagem, por exemplo, podem garantir melhorias na lucratividade do negócio.

Gostou do nosso artigo sobre criação de gado? Então, confira agora mais sobre o uso da tecnologia no campo em um artigo que preparamos especialmente sobre o tema. Boa leitura!