A História Completa dos Containers

Como sempre falamos aqui em nosso blog, os containers tem ganhado cada vez mais força na sociedade e projetos utilizando-os serão cada vez mais normais nos próximos anos. Mas, para conhecer a história dos containers, precisamos voltar a 60 anos atrás, quando os containers intermodais como os de hoje, não existiam!

Neste texto vamos conhecer :

  • O inventor do container marítimo;
  • O que era usado antes dele;
  • Como ele foi inventado;
  • O impacto que ele teve na globalização do mundo que temos hoje;
  • Como ele irá transformar o mundo daqui pra frente.

Antes dos Containers

trabalho-nas-docas

Durante milhares de anos os seres humanos tem feito viagens e desbravado os mares do planeta terra, transportando através dele os mais variados tipos de produtos.

Isto ocorreu com vários povos que viveram no planeta desde a sua existência.

Mas, até então, todo esse transporte era feito sem padronização e organização. Os produtos eram armazenados em armazéns que ficavam no porto até algum dos milhares de barcos estivessem disponíveis.

Quando surgia um barco vazio, a mercadoria seria transportada do armazém para o barco. Porém, os produtos eram transportados à mão para o navio. Imagine uma carga 100.000 bicicletas. Todas as bicicletas teriam que ser levadas uma a uma do ponto A (armazém) para o ponto B (navio).

A partir da revolução industrial, esta bagunça e a falta de padronização começou a se tornar um problema ainda maior, pois a produção de bens de consumo crescia descontroladamente e com a consolidação dos trens (transportes ferroviários), a transferência de carga dos navios para os trens ainda eram feitas à mão, isto tornava o processo muito lento!

Porém, durante séculos esta foi a única maneira de se transportar grandes quantidades de produtos.

Quem foi Malcom McLean?

malcom-mclean

Malcom McLean foi um americano nascido na Carolina do Norte, que após terminar os estudos juntou dinheiro para ingressar ramo de transportes rodoviários, comprando um caminhão.

E durante uma entrega para um dos seus clientes que Malcom viu como eram realizados os carregamentos e descarregamentos de das cargas, de maneira totalmente braçal.

Logo ele constatou o tempo que demorou para que tudo foi realizado, e percebeu que quanto mais tempo parado, menos dinheiro ele ganhava, já que o negócio dele estava totalmente ligado ao tempo de trabalho.  

Com o tempo o negócio de transporte rodoviário de McLean foi crescendo e ele chegou a ser um gigante do setor, possuindo mais de 1.800 caminhões e 37 terminais de transportes espalhados pelos USA.

Com o mercado crescendo, foram surgindo várias restrições de peso e taxas de cobranças para o trasporte rodoviário. E estas taxações impactaram diretamente no bolso do Sr. McLean.

Foi aí que ele teve a ideia de criar um trailer de tamanho padrão, que poderia se transportados em centenas de unidades através dos mares, ao contrário dos caminhões que podiam transportar apenas um ou dois “trailers” por viagem.

Desta forma ele foi deixando o negócio dos caminhões num segundo plano e focando suas energias no transporte marítimo de containers.

Porém, para que sua ideia fosse realizada com maestria e sucesso não foi fácil, já que ele de certa forma ele provocou uma revolução no seu segmento!

Como você pode imaginar, isso exigiria muito trabalho e convencimento para que o seu projeto se realizasse.

A Revolução dos Containers

porto-de-containers

McLean, certo de que a sua ideia com os containers dariam certo, vendeu a sua empresa de caminhões em 1955 e comprou uma nova empresa, no ramo de navegação.

A partir deste momento ele começou a testar formatos de containers até encontrar aqueles que dariam certo. O container que mais o agradou era forte, padronizado, empilhável, fácil de carregar e descarregar, além de ser seguro.

Com os containers prontos, agora ele teria que personalizar os navios para suportar os containers. Deste modo ele adquiriu um navio petroleiro e o modificou para suportar até 58 containers.

Antes mesmo do projeto acontecer de fato, o sucesso já era comprovado, pois pode-se perceber que o custo de transporte poderia ter uma redução de até 25% em relação as outras formas de transporte. Além de que a segurança durante o transporte era muito mais efetiva.

Logo após a primeira viagem com o navio petroleiro adaptado, o primeiro navio específico para transporte de containers marítimo foi projetado.

Até aqui, os containers eram de 33 pés, diferente dos containers utilizados hoje, que são de 40 e 20 pés.

Foi somente no final da guerra do Vietnã (1968), que os formatos dos containers mudaram e passaram para os modelos já conhecidos como Standart.

Algumas datas importantes para o negócio de containers:

  • Em Janeiro de 1968 a ISO 338 definiu a terminologia, dimensões e classificações de containers.
  • Em Julho de 1968 a ISO 790 definiu como os containers deveriam ser identificados.
  • Em Outubro de 1968 a ISO 1987 definiu os tamanhos atuais dos containers, 20 e 40 pés.

Como dito acima, os containers vieram para revolucionar o mercado e como vocês podem imaginar, até que eles fossem aceitos totalmente, o Sr. McLean, a sua e outras empresas do setor tiveram que passar por vários problemas, tais como greves e revoltas dos sindicatos e pessoais ligadas diretamente ao antigo trabalho de carga e descarga de navios.

Imagine que até então todo o transporte de cargas eram feitos por várias pessoas, ou seja, muitas pessoas dependiam deste trabalho. Após a chegada dos containers, muito destes empregos foram desaparecendo!

navio-de-container

Após a situação “normalizar” em 1970 a empresa de Malcom McLean já era uma potência, contendo 36 navios porta-containers e 27.000 containers, além das dezenas de conexões em portos espalhados pelo mundo.

A mercado de transporte de containers passou a crescer cada vez mais, os navios foram ficando cada vez mais robustos com capacidades enormes para transporte de containers.

Alguns especialistas dizem que a invenção dos containers foram um dos maiores condutores da globalização mundial nos últimos 60 anos.

E como vocês podem imaginar, vários dos primeiros containers construídos no mundo estão em ótimas condições para serem utilizados em projetos habitáveis, já que os containers possuem uma vida extremamente longa, podendo passar de 120 anos facilmente.

Graças ao Sr. Malcom McLean hoje temos a possibilidade de construir casas ou qualquer outro projeto utilizando aqueles antigos “trailers” que ele inventou.

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *